Caso Neymar: Justiça da Espanha vai ouvir pai e mãe do jogador

2013_616497679-2013052780868.jpg_20130527O caso Neymar ganha mais um capítulo. Desta vez, a pedido da Justiça da Espanha, a Justiça Federal em São Paulo intimou o pai e a mãe de Neymar a prestar depoimento no início de março sobre suposta sonegação de impostos nas negociações que resultaram na transferência do craque do Santos para o Barcelona, segundo disse ao GLOBO uma autoridade que está acompanhando o caso. Os interrogatórios dos dois, Neymar da Silva Santos e Nadine Gonçalves da Silva Santos, estão marcados para começar às 14 horas de 16 de março na 5ª Vara Federal de Santos. A audiência deverá contar com a presença de um juiz e um promotor espanhóis.

São duas das autoridades da Espanha que estão à frente das investigações sobre suposta sonegação e lavagem de dinheiro nas transações que levaram Neymar ao Barcelona.Também foram intimados a depor o presidente e o ex-presidente do Santos, Modesto Romar Júnior e Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro. No pacote ainda estão mais dois médicos do clube, Odílio Rodrigues Silva e César Augusto Conforti. Modesto, Odílio e Conforti deverão ser ouvidos também na 5ª Vara Federal em Santos, na mesma data dos pais de Neymar. O interrogatório de Ribeiro foi marcado para começar às 15 horas de 14 de março na 8ª Vara Criminal de São Paulo.

Em 29 de janeiro o Ministério Público Federal em São Paulo denunciou Neymar e o pai por sonegação e falsidade ideológica. Mas a denúncia foi rejeitada pelo juiz Mateus Castelo Branco Firmino da Silva, da Justiça Federal de São Paulo. Os novos depoimentos estão vinculados às investigações sobre o mesmo assunto em curso na Espanha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Fonte: O Globo

X