Presidente do Santos propõe fim da Conmebol: “confederaçãozinha”

Modesto-Roma
Principal competição organizada pela Conmebol é Libertadores da América, torneio que o Santos não participa nesta temporada (Foto: Reprodução/ ESPN)

Insatisfeito com o desempenho da Conmebol na organização do futebol sul-americano, o presidente do Santos, Modesto Roma, soltou o verbo contra a entidade. O cartola chamou a entidade de “confederaçãozinha” ao traçar comparativo com a UEFA, entidade européia responsável pela Champions League, torneio de clubes considerado como mais importante do mundo. É o que diz o colunista do Uol Eduardo Ohata.

“A Conmebol tem que acabar, fechar a porta, não sabe organizar o espetáculo, por isso o futebol sul-americano está muito atrás do europeu. Essa confederaçãozinha deveria dar lugar a uma entidade que surgisse da fusão da Conmebol com Concacaf [federação norte-americana] e que organize um grande torneio continental incluindo os times de lá [América do Norte]. É uma evolução natural a unificação das Américas”, propõe Roma.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A confiança do mandatário do alvinegro praiano para a melhoria do futebol [e na renda dos clubes brasileiros] estaria depositada nos Estados Unidos. Com o FBI na cola dos cartolas da FIFA por escândalos de corrupção e o evidente crescimento da MLS [Major League Soccer], o Tio Sam é visto como esperança de um futuro brilhante.

“Todos sabemos que os americanos tem o know-how para fazer dinheiro, certamente saberiam organizar tudo o que tem a ver com o espetáculo, o que melhoraria a arrecadação, inclusive saberiam negociar melhor as cotas [de transmissão]”, avalia.